João Adolfo Guerreiro

Descobrindo a verdade/ sem medo de viver/ A liberdade de escolha/ é a fé que faz crescer.

Meu Diário
28/05/2020 08h45
Oração da manhã

Meu Deus, muito obrigado por essa boa noite de sono e de sonhos, revigorante de nosso corpo físico e de nossa alma.

Obrigado Senhor por amanhecermos mais uma vez usufruindo de mais um espetáculo de tua maravilhosa criação. Obrigado por acordarmos em paz - com a tua paz -, com saúde e compartilhando o amor que nos une.

Senhor, protegei aqueles que são mais vulneráveis a esse mal que assola nossos irmãos em todo o planeta, que são os idosos, os doentes e as pessoas pobres. Iluminai Senhor o coração e as mentes de todas as pessoas, autoridades e governantes, que detém o poder de determinadar as medidas de contenção necessárias para conter esse terrível mal, para que elas decidam tais medidas em favor desses que mais precisam de Tua proteção, meu Pai.

Pai nosso que estáis no céu, santificado seja o Vosso nome, venha a nós o Vosso reino, seja feita a Vossa vontade assim na terra como nos céus. O pão nosso de cada dia nos dai hoje, perdoai as nossas ofensas assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixei cair em tentação, mas livrai-nos do mal, amém.


Publicado por João Adolfo Guerreiro em 28/05/2020 às 08h45
 
26/05/2020 19h08
Juliano Domingues já é mestre em educação profissional

Às 18h41min meu telefone tocou. Era o Juliano Domingues avisando que eu era a primeira pessoa que recebia uma ligação dele logo que acabara que defender sua dissertação de mestrado no IFSul Charqueadas. Ele me avisou segunda, pelo Messenger, mas eu não acessei o Facebook ontem. Estava, hoje, escrevendo um texto para o Portal de Notícias, quando recebi sua ligação.

Ajudei-o em discussões sobre um tema acessório de seu trabalho, Marx e a educação, pois sua dissertação versava sobre a "educação omnilateral" e a Educação Física. Mandou-me uma parte do vídeo de sua apresentação, onde ele me agradece pela contribuição.

Poxa, eu é que agradeço, Juliano, por ter me oportunizado participar de algo assim. Estou exultante. Nesse momento pelo qual passamos, uma ligação como a tua é um raio de sol num inverno nublado.

Valeu, MESTRE!


Publicado por João Adolfo Guerreiro em 26/05/2020 às 19h08
 
25/05/2020 23h22
Compras e faxina

Hoje - segunda-feira - chegaram as compras que fizemos sexta-feira à noite pela internet no site do super COPAC. Às 14 horas. Faltou coisa. Esperamos trazerem. Chegaram às 16:30. Lá pelas 17:30 iniciamos a higienização dos produtos.

Feita a higienização, procedi a limpeza da área de serviço e do pátio, baldeando as lajes e recolhendo todas as folhas, ensacando e colocando tudo para o lixeiro, junto com o lixo doméstico - cozinha e WC. Feito isso, tirei a roupa e tomei banho, para depois varrer toda a casa e lavar o chão. A Rosilane higienizou verduras - dá um trabalhinho isso - e lavou a louça. Lá pelas 22:30, tudo pronto, sentei para tomar uma coca e comer amendoim torrado. Nem vi o tempo passar, focado nas atividades - a higienização dos produtos requer protocolo e atenção, tanto para receber quanto para pagar, lavar e guardar.

Não estou cansado, ainda deu tesão para voltar à biblioteca para ler e escrever. Essas atividades físicas fazem a gente se sentir vivo e fortalecem o espírito.


Publicado por João Adolfo Guerreiro em 25/05/2020 às 23h22
 
25/05/2020 15h44
Sob o sol

Adoro ficar na biblioteca a essa hora, quando bate o sol da tade na janela, iluminando-a. Fica uma luminosidade bonita e acolhedora. A vida pode ser bela, mesmo em momentos como esse. Eis o milagre de Deus e da vida.

Falando em milagre, os bibliotecários tem uma padroeira, descobri recentemente. Um santa de nome inusitado: Viborada de São Galo. São Galo é uma cidade onde fica a abadia onde ela viveu como eremita, cuidando da biblioteca - que ainda existe. Era profetisa, previu que iriam atacar o local e pediu para transferirem os livros, mas não quis se retirar dali. Os invasores a mataram a machadadas, no início de maio de 926. Foi canonizada em janeiro de 1047 pelo papa Clemente II.

*******

Aqui, refletindo, consigo ver minhas imperfeições e perceber, pela experiência dessas dias, o quanto tenho de evoluir a fim de ajudar os outros e lidar com as situações que podem se apresentar, Viver é aprender.


Publicado por João Adolfo Guerreiro em 25/05/2020 às 15h44
 
23/05/2020 23h10
60 dias de quarentena

Sábado, há sessenta dias sem colocar o pé para fora do portão. Isso graças a tecnologia digital. Tudo online e telentrega. Nessas horas, a tecnologia vale ouro e é um avanço da humanidade. O que seria das pessoas sem a tecnologia, como se proteger e ficar em casa, evitando o espalhamento do vírus? Com fariam as pessoas dos grupos de risco, que devem ficar isoladas?

A gente faz live, liga do celular, faz chamada de vídeo, publica texto na internet, interage nas redes sociais, via whattsapp, em suma, fica em contato, mesmo sem a presença física que, infelizmente, é periogosa durante a pandemia. Graças à inventividade e à inteligência humana, à ciência, dons de Deus. Deus age no mundo através de nós, uns pelos outros, eis o milagre!

O triste é ver as pessoas mais velhas, que não tem essa cultura, saírem a todo o tempo para ir no mercado, farmácia, essas coisas. A visão de mundo, a nossa cultura geracional, é um limitador. Assim, creio, urge uma escola para a terceira idade, para incluí-los nas facilidades das novas tecnologias, atualizando suas mentes a fim de torná-los independentes no uso dessas facilidades ao renovar sua mentalidade.


Publicado por João Adolfo Guerreiro em 23/05/2020 às 23h10



Página 1 de 121 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [próxima»]

Site do Escritor criado por Recanto das Letras