João Adolfo Guerreiro
Descobrindo a verdade/ sem medo de viver/ A liberdade de escolha/ é a fé que faz crescer.
Capa Meu Diário Textos Áudios Fotos Perfil Livros à Venda Livro de Visitas Contato Links
Meu Diário
12/12/2020 05h10
Formaturas, casamento, notícias

QUARTA-FEIRA, 9 de dezembro de 2020, foi um dia de boas e de más notícias. De bom, é que no dia anterior, às 17h, o Jessé, meu genro, apresentou em banca seu artigo final em Direito na UniRitter, sobre Ativismo Judiciário, e tirou nota dez. Na quarta, 10h30min, a Joana apresentou o dela, sobre vínculo empregatício em relações de trabalho por aplicativos, e foi aprovada. A guria fez em quatro anos o curso, a tinhosa. Ela se forma no final do ano, só falta uma nota. O Jessé ainda faz umas cadeiras no semestre que vem.

De ruim foi o falecimento da irmã do seo Pedro, meu sogro, a dona Alda - não cheguei a conhecê-la -, lá em Porto Alegre. Ele a visitou há uns 20 dias e a achou ruim. Não pode ir no enterro, não teria como chegar, fora a pandemia. Se tivesse falado comigo tinha pago um táxi pra ele. Pobrezito, é o segundo irmão dele em menos de dois meses. Recentemente faleceu o seo Sérgio, 71 anos, o mais novo - Alda era a mais velha, estava com 87. Os dois seguido iam juntos na casa da Alda fazer reparos na residência da irmã. Ele disse: "O Sérgio me fez falta, se ele tivesse vivo, nós iríamos de carro no enterro dela". Estava bem abatido no dia.

AMANHÃ, DOMINGO, a Joana e o Jessé casam no religioso - no civil já são - na Igreja de Santo Amaro, em General Câmara, e almoçarão num restaurante de lá. Tivemos essa ideia em janeiro de 2019, estávamos hospedados no Restaurante e Pousada Coqueiros durante uma Festa de Santo Amaro e, junto com a Rosilane, combinamos isso. Agora eu não vou, por ser grupo de risco, devido a pandemia. Meus sogros e meus pais irão. A gente não manda nas pessoas, elas tem o lívre arbítrio sobre a vida delas. Pra mim, viver é sobreviver, correndo riscos calculados, Esse eu realmente calculo que não vale a pena, ainda mais durante uma segunda onda de espalhamento viral - as regiões de Pelotas e Bagé estão de bandeira preta, e isso ainda não havia acontecido no RS. A vida é feita de escolhas, eu faço as minhas, eles as deles. Serão apenas 32 convidados, o que as normas da legislação do Distanciamento Social permitem, levando em conta a capacidade da igreja. A Rosilane vai, só na igreja. Quero ver meus possíveis netos e ajudar minha filha muito ainda, no futuro, não arrisco isso por nada, agora. Todo mundo estará de máscara, com distanciamento social, etc. Espero, de verdade. Queria muito estar lá, ajudei e estou ajudando a bolar e a construir isso, fiquei muito feliz do casório ser lá. Mas como me disse o Balaca uma vez na PMEC: "João, o certo nunca vai ser errado e o errado nunca vai ser certo". Tenho convicção de que estou fazendo o que é o certo a se fazer nesse momento. Estou de dispensa saúde por ser diabético e tenho de dar exemplo, cuidando-me rigorosamente, sem desleixos. Estou muito feliz pela minha filha estar casando e acho que o momento é agora, com todos os seus velhos avós ainda vivos.

O pai vai entrar com a Joana, pediu para fazer isso no lugar do Gilmar - meu cunhado -, padrinho dela. No fim, dei essa alegria para ele. Ele escreveu uma fala para discursar no casamento e eu dei uma ajustada nela, pequena, só correção, pois ele fala e escreve bem. A minha irmã mandou o texto pra mim, ele o leu pelo telefone pra mim ouvir. Ficou legal. O Samuel vai cantar na igreja. Bom, é talentoso, gosto da musicalidade dele. A Rosilane está fazendo doces "bem-casados" para levar. Ela gosta de fazer essas coisas e é boa nisso.

Publicado por João Adolfo Guerreiro
em 12/12/2020 às 05h10
 
05/12/2020 21h19
Guirlanda e Coroa do Advento

Encomendamos de minha colega Iara quatro velas para fazer a Coroa do Advento: três roxas e uma cor de rosa. Seguimos o modelo tradicional, conforme as roupas dos padres no período, não optamos por essas coloridas, com siginificados distintos, que se usa mais hoje em dia. A Rosilane a está fazendo.

Terminou também a guirlanda da porta da frente, mas ainda não colocamos, vou limpar bem a porta amanhã para isso. A árvore de Natal ela fez dia primeiro; o presépio ela ainda está fazendo.

O Pedrinho, a Joana e o Jessé virão aqui para o Natal. Coisa boa. Mesmo esquema de sempre: Pedrinho com os meus sogros no pátio deles, Joana e Jessé no nosso, observando rigorosamente o distanciamento social. Ainda vamos confirmar tudo isso. Hoje comprei umas xícaras natalinas online e tele entrega, para dar de presente e lembrança no noite de 24.

Publicado por João Adolfo Guerreiro
em 05/12/2020 às 21h19
 
05/12/2020 20h48
Casamento da Joana

Hoje a Joana e o Jessé estiveram aqui em casa, visita supresa à tarde. Devido o vento, sentaram na área de serviço. Máscara e distância, protocolos observados. Nos trouxeram Coca Zero e salgadinho. Passei café e fiz pão com queijo e presunto pra Joana e dei dois latões de Bohêmia Puro Malte pro Jessé levar pra casa.

Muito boa a conversa. Mesmo com a bandeira vermelha pelo Distanciamento Social do Governo do Estado, o casamento estará legalmente liberado, segundo ela. Máximo de 32 pessoas. Vai ter que tirar uma, haverá 33 convidados, se o meu sobrinho Matheus estiver namorando de novo, eh eh eh. Jessé se preocupa por as pessoas que forem e filmarem e tirarem fotos, para que não publiquem em redes sociais; tem os motivos dele, e eu concordo. Eu também não faço exposição de minhas particularidades familiares em rede social, não aprecio isso.

Será na igreja de Santo Amaro, ótima escolha da Joana, gostei muito. Queria ir, mas isolamento social é isolamento social e estamos numa segunda onda de espalhamento. Todavia, família de ferreiro, espeto de pau. Minha mãe e meu pai vão. Meu pai inclusive entrará com ela. As pessoas fazem as escolhas delas, mas eu acho eles correrem esse risco uma insensatez. Meu sogro e minha sogra também irão. Na verdade, meu pai e meus sogros circulam muito; a mãe fica por casa devido as limitações de saúde dela, mas desconfio que, não fosse isso, daria suas caminhadas também. Minha esposa vai, depois fazemos isolamento vertical entre nós aqui em casa. Todavia, não irá no almoço e tampouco ficará tocando a Joana e as outras pessoas, é o nosso combinado.

O perigo é muito grande, as pessoas não se dão conta disso. Por outro lado, eu disse pra Joana fazer de uma vez esse casamento, pois não se sabe quando terminará essa pandemia e como as coisas estarão em nosso familia quando isso acontecer. Eu mesmo quero ver ela definitivamente casada no religioso, mesmo não estando lá - já casou no civil. Apenas saber, nesse momento, basta-me e me alegra, muito. O momento oportuno é agora, só acho que os idosos não deveriam participar da cerimônia. Mas não adianta, quem não tem a noção exata do que acontece, acaba facilitanta ora aqui, ora ali, e atrasar o casório por esse motivo é, portanto, totalmente inútil e não faria diferença nenhuma, concluo com tristeza. 

Deus proteja a todos.

Publicado por João Adolfo Guerreiro
em 05/12/2020 às 20h48
 
05/12/2020 00h15
260 dias de isolamento social

Um marco, nesse sábado. Ontem saí pela quarta vez pelo portão de casa nesses 260 dias: de novo, fui arrumar um saco de lixo com folhas e coco de cachorro que rebentou. A primeira vez foi quando fui num domingo dar uma volta pelas redondezas e a segunda quando fui na PMEC levar um atestado, na terça seguinte, isso tudo no final de março, dias 22 e 24, se não me engano. A terceira foi ir na calçada arrumar o lixo que rebentou, como hoje. Isolamento social!

Publicado por João Adolfo Guerreiro
em 05/12/2020 às 00h15
 
04/12/2020 23h34
Ameixeira de Natal

Hoje finalizei o trabalho de ornamentar a árvore da frente da casa para o Natal. Usei umas 35 garrafas de Maestro10 como bolas de Natal, mais alguns enfeites, como bolas, festão, sinão, estrelas, iluminação, laser, manjedoura, etc. Dei também uma garibada natalina na árvore pequena, do lado. Estava desde o dia primeiro nisso, dá trabalho, tem de fazer tudo com a escada, é alto. Ontem não trabalhei nela devido a chuva da noite de quarta e de ontem à tarde mesmo.

Adoro fazer isso, curto um monte. Viva a vida. Obrigado, meu Deus.

Publicado por João Adolfo Guerreiro
em 04/12/2020 às 23h34
Página 5 de 134
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 »