João Adolfo Guerreiro

Descobrindo a verdade/ sem medo de viver/ A liberdade de escolha/ é a fé que faz crescer.

Meu Diário
25/04/2020 23h45
5.113 dias de Recanto das Letras

Hoje completei 14 anos no Recanto. Uau syl, é tempo! Escrevi uma crônica comemorativa à data (https://souzaguerreiro.com/visualizar.php?idt=6928561). Nela, falei dos 861 textos publicados. Aqui, tratarei de minhas publicações aqui no "Meu Diário" e nos "Áudios.

Em primeiro lugar, neste Diário foram 591 publicações (um texto a cada oito dias e meio) com 37.254 leituras, o que dá uma média de 63 leituras por postagem - lá nos textos a média é 180. Pouco, mas para mim tá mais do que ótimo, esse Diário até supera as minhas expectativas, eis que o escrevo para registro pessoal mesmo. A postagem mais lida aqui, com 768 acessos, foi "Cauby teve uma namorada em Charqueadas" (17.05.16). Aliás, as postagens sobre a minha cidade são as mais conferidas, até porque essas eu compartilho no Facebook, vez ou outra: "A noite em que o CTG Ramiro Barcellos desabou" (459 - 30. 01.16), "Servidores estaduais realizam protestos em Charqueadas" (436 - 27.11.19), "50 anos da Escola Municipal Pio XII em Charqueadas" (412 - 23.05.09), Rotatória na ERS 401 (394 - 14.11.17) e "OASIS em Porto Alegre: eu fui" (392 - 16.05.09). Das 80 mais lidas, que alcançaram 100 leituras ou mais, as postagens locais são 29, ou seja, 36%, mais de um terço.

Se eu quisesse investir com o Diário via Face, esse seria o caminho, mas não quero. Escrevendo para o Portal de Notícias artigos e crônicas duas vezes por semana, não tenho como priorizar uma produção específica para ele, visando um público fixo, tendo ainda as demandas profissionais e pessoais a cumprir. Sou um escritor semi-profissional, não vivo disso. A primeira coisa que publiquei no Diário foi Estoy Aqui, em 12.10.07. Era um texto onde eu dizia que depois de um ano e seis meses de Recanto, iniciava o Site do Escritor. 

Em segundo lugar, os "Áudios", onde desde setembro de 2010, há dez anos, não publico mais nada. Exatamente por esse tempo estou inativo na música, tocando só em casa, e parei de compor, exceto por uma coisinha ou outra, instrumental, tipo o chorinho "Tio Ivan: o Gaguinho". Aliás, comecei a publicar uns solos em vídeo no Face ano passado, durante a Copa América e, na quarentena, agora, fiz uns para os meus pais, "Tio Ivan" entre eles. Penso em comprar equipamentos de gravação e retomar isso, voltar a compor canções, que são a maioria das coisas que eu postei nos "Áudios".

Fusquinha Rosa Choque (28.12.07), com 2.087 audições, é a canção mais acessada.  Depois tem o instrumental Ré Maior (27.04.07), 499, que é o fundo musical de meu Site do Escritor no Recanto. Noites Frias (09.06.08), uma canção do meu saudoso amigo Dinanci Menezes, possui 470, e Forró Estilizado (25.08.07), do Grupo Voz Ativa, ícone local charqueadense dos anos 1980, tem 412. A primeira vez que postei algo foi em agosto de 2007, a canção Inverno, do guitarrista e compositor charqueadense André Miller. No total foram 83 áudios com 13.885 audições, uma média de 167 acessos por publicação.


Publicado por João Adolfo Guerreiro em 25/04/2020 às 23h45

Site do Escritor criado por Recanto das Letras