João Adolfo Guerreiro
Descobrindo a verdade/ sem medo de viver/ A liberdade de escolha/ é a fé que faz crescer.
Capa Meu Diário Textos Áudios Fotos Perfil Livros à Venda Livro de Visitas Contato Links
Textos

O brasileiro voador

 

"Com tanto brasileiro por aí metido a bamba Sucesso no estrangeiro ainda é Carmen Miranda" - Rita Lee.

 

Nenhuma outra artista brasileira no século XX, ou mesmo antes ou depois dele, chegou tão longe e obteve tanto prestígio na indústria cultural como a Pequena Notável que, bem sabemos, nasceu em Portugal e veio pequena para o Brasil. Os puristas invejosos implicavam com ela por causa disso. Mas peraí, esse texto não é sobre um brasileiro voador? Sim, é, mas inicio com ela só pra dizer que, fora do show business e muuuuiiiiitoooo acima dele, voando pioneiro pelo céu azul, talvez o brasileiro mais notável que existiu tenha sido o nosso Pai da Aviação, o mineiro Alberto Santos Dumont. Pudera, o cara inventou o avião! "Só" fez isso. Logo, o cara é O Cara.

 

Também implicam com o Alberto, dizendo que foram os irmãos estadunidenses Wright que fizeram o primeiro voo, em 1905, e não ele, com o 14 Bis, em 23 de outubro de 1906, em Paris. Só que os gringos não tiveram testemunhas oficiais de seu suposto voo e o teriam feito soltando o avião de uma catapulta, enquanto o brasileiro decolou do chão sob os olhos das autoridades e de milhares de espectadores. Então sem essa, guys, Santo 1x0 e Brasil campeão mundial na bola e no avião, com faixa no peito e taça no armário. O resto é choro de perdedor, embora tenha muito brazuca por aí, atolado até o pescoço no "complexo de vira-lata" sobre o qual escreveu Nelson Rodrigues, dando razão pros norte-americanos.

 

Sim, claro, sei que naquele tempo muitos estavam trabalhando nesse mesmo sentido, mas insisto na tecla de que o primeiro que fez a coisa dar certo de fato foi Alberto, portanto devemos louvar, sim, com toda a razão, o gênio de nosso conterrâneo. Amanhã fará 90 anos de sua morte, por suicídio, em 23 de julho de 1932, no Guarujá, São Paulo. Em 20 de julho do ano que vem comemoraremos os 150 anos de seu nascimento. Ainda se fala em Santos Dumont nas escolas? Se sim, legal, se não, 2023 será o ano de se retomar isso. Carmen é nossa imagem, Pelé é nosso rei e Alberto é nosso gênio.

 

Um bom final de semana para todos. Cuidem-se, vacinem-se e fiquem com Deus.

João Adolfo Guerreiro
Enviado por João Adolfo Guerreiro em 22/07/2022
Alterado em 22/07/2022
Comentários