João Adolfo Guerreiro

Descobrindo a verdade/ sem medo de viver/ A liberdade de escolha/ é a fé que faz crescer.

Textos


Região registra 17 óbitos por Covid-19 em 25 dias

Nos últimos 25 dias, entre 21 de agosto e 14 de setembro, a Região Carbonífera registrou 17 óbitos por Covid-19, totalizando 75 vítimas fatais. A região conta hoje 243 casos ativos, 167 deles (69%) em Charqueadas - apenas um destes no sistema penitenciário.

As cidades de Butiá e Triunfo registraram, cada uma, 4 mortes no período e somam quase metade das vitimas, 8. São Jerônimo teve 3, enquanto Arroio dos Ratos, Charqueadas e General Câmara computaram 2 óbitos cada. Barão do Triunfo não teve registro fatal nesse espaço de tempo e Minas do Leão permanece como o único município sem mortes por Covid-19.

Esses números representam uma desaceleração de óbitos decorrentes da pandemia na Região Carbonífera, visto que, anteriormente, no dia 13 de agosto, atingimos o patamar de 50 mortes notificadas e, dia 20 do mesmo mês, em sete dias, chegamos a 58, ou seja, 1.1 por dia. Agora foram 0.7 óbitos diários.

Devemos tentar a todo custo que essa desaceleração se torne uma tendência na Região Carbonífera. Por outro lado, os números atuais nos mostram que o contágio ainda cresce e o coronavírus continua chegando até as pessoas dos grupos de risco - as principais vítimas fatais da pandemia -, ocasionando essas mortes por Covid-19 que podem, inclusive, voltar a aumentar se ocorrer o relaxamento das medidas protetivas por parte da população.

O isolamento social (ficar em casa), o distanciamento social (guardar distância mínima de dois metros de outras pessoas quando em locais públicos), o uso obrigatório de máscara e a observância rigorosa dos protocolos de higiene ao sair e voltar para casa (lavar as mãos, tomar banho e higienizar roupas, calçados, objetos pessoais, compras e patas dos animais de estimação que forem levados para a rua) são fundamentais para reduzir o avanço do espalhamento do vírus em nossas cidades. Essa é uma ação social possível e eficaz, que impede a superlotação dos hospitais e a contaminação das pessoas, salvando suas vidas.

O compromisso é de todos, que cada um faça a sua parte. Não podemos deixar a pandemia tomar conta da região e matar nossos familiares e amigos. Fiquem em casa, fiquem com Deus.



Texto publicado no site do jornal Portal de Notícias.
João Adolfo Guerreiro
Enviado por João Adolfo Guerreiro em 15/09/2020
Alterado em 15/09/2020


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras