João Adolfo Guerreiro

Descobrindo a verdade/ sem medo de viver/ A liberdade de escolha/ é a fé que faz crescer.

Textos


Cuidem-se

Cuidem-se. Respeitem-se e cuidem-se, pois a vida não está valendo muito. Não é só a situação da violência, não é só a fome e a desigualdade, é muito mais do que isso nesses tempos de pandemia, que deixou a olho nu a indiferença social e o egoismo que grassa em significativa parte da sociedade brasileira há muito ou talvez desde sempre. Sempre tivemos em nosso seio esse gigante monstruoso, latente, agora movendo-se sem pudor algum à luz do dia.

Quem minimiza 130 mil mortes, minimizará qualquer coisa. Que nega 130 mil mortes, negará qualquer coisa. Quem é indiferente a 130 mil mortes, será indiferente à sorte de qualquer um, seja velho, doente ou pobre. E por que isso? Pelo dinheiro e pelo poder, nessa ordem, porque o dinheiro manda no e determina o poder e é o dEU$ do egoí$mo materiali$ta e inumano. O poder $em pudor algum, apena$ com fome e força.

O poder do anel corrompe. Gollum. O anel é a metáfora do poder que vem do dinheiro gerado pelo egoí$mo material que no$ torna inumano$ e, por i$$o, indiferente$, cego$. Gollum$ em bu$ca in$ana pelo "precio$o". Cuidem-se em tempo$ como o no$$o e no$ que virão depoi$ di$$o, poi$ esse gollum gigante que louva o poder do anel é uma parcela considerável de no$$a $ociedade. Não esqueçam a lição da história a nos lembrar que, depois da Gripe Espanhola, veio Hitler e a Segunda Guerra Mundial, a banalização do mal. E o mal banalizado $e torna $ocial e $e espalha tal qual víru$ entre o$ coraçõe$ e a$ mente$ da$ pe$$oa$. Gollum$.

Não é profecia apocalíptica, determinismo histórico ou receita de eterno retorno, mas sim alerta: cuidem-se, façam as escolhas certas para suas vidas e protejam-se da influência daquele$ que vivem pelo karma de Gollum - $ua cegueira fundamentali$ta. Respeitem-se e cuidem-se, pois a nossa vida não está valendo muito e poderá valer cada vez menos. Podemos evitar isso ou deixar rolar. Evitemos. Respeitem-se e cuidem-se. Cuidem-se.
João Adolfo Guerreiro
Enviado por João Adolfo Guerreiro em 09/09/2020
Alterado em 09/09/2020


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras