João Adolfo Guerreiro

Descobrindo a verdade/ sem medo de viver/ A liberdade de escolha/ é a fé que faz crescer.

Textos


Porto de Charqueadas, RS - foto jornal Portal de Notícias.

Canções de chuva

O Rio Grande abaixo d’água. Enchente, alagamento, inundação, desabrigados, perdas e prejuízos. Quem canta seus males espanta?

 “Vai chover daqui três dias Previsão que ninguém erra Pois chegou o Vento Norte Rebojando ao pé da serra Sopra forte, Vento Norte Antes que essa chuva caia” – Vento Norte – Dirceu Abrianos, Airton Pimentel, Eraci Rocha. / “Poncho molhado, olhar na tropa e no horizonte Vai o tropeiro, devagar, estrada afora A chuva encharca que está chovendo desde anteontem Dói dentro d'alma essa demora” – Poncho Molhado, Os Serranos. / “Coisa esquisita, a gadaria toda Penando a dor do mango com o focinho n'água O campo alagado nos obriga à reza No ofício de quem leva pra enlutar as mágoas (...) A enchente anda danada molestando o pasto Ao passo que descampa a pampa dos mirreis (...) Não fosse a chuvarada se metendo a besta Traria mil cabeças com a bênção do pago” – Milonga Abaixo De Mau Tempo – José Cláudio Machado.

 “Água que o sol evapora Pro céu vai embora Virar nuvem de algodão Gotas de água da chuva Alegre arco-íris sobre a plantação Gotas de água da chuva Tão tristes, são lágrimas na inundação” – Planeta Água, Guilherme Arantes. / “Chove chuva Chove sem parar Pois eu vou fazer uma prece Pra Deus nosso senhor Pra chuva parar de molhar o meu divino amor” – Chove Chuva, Jorge Benjor. / “Certos dias, de chuva Nem é bom sair De casa, agitar” – Deixa Chover, Guilherme Arantes. / “A chuva cai lá fora Você vai se molhar Já lhe pedi, não vai embora Espere o tempo melhorar Ate a própria natureza Está pedindo pra você ficar” – A Chuva Cai, Bete Carvalho.

“Alagados, Trenchtown, Favela da Maré A esperança não vem do mar Nem das antenas de TV A arte de viver da fé Só não se sabe fé em quê” – Alagados, Paralamas do Sucesso. / “Lágrimas e chuva Molham o vidro da janela Mas ninguém me vê O mundo é muito injusto Eu dou plantão dos meus problemas Que eu quero esquecer” – Lágrimas e Chuva, Kid Abelha. / “Chove lá fora e aqui Faz tanto frio” – Me Chama, Lobão. / “Eu fico pedindo atenção Cachorro fazendo graça Você não diz nem sim nem não Faz que não entende disfarça E me pergunta com essa cara Será que vai chover? Eu não sei não não” – Será Que Vai Chover?, Paralamas do Sucesso.

 “Chuva no telhado Vento no portão E eu aqui nesta solidão Fecho a janela Tá frio o nosso quarto E eu aqui sem o seu abraço” – Temporal De Amor, Leandro & Leonardo. / “Se um dia eu pudesse ver Meu passado inteiro E fizesse parar de chover Nos primeiros erros Meu corpo viraria sol Minha mente viraria sol Mas só chove, chove” – Primeiros Erros, Kiko Zambianchi. / “ Oh Chuva Eu peço que caia devagar Só molhe esse povo de alegria Para nunca mais chorar” – Oh Chuva, Planta & Raiz.

 “Olho para a chuva que não quer cessar Nela vejo o meu amor Esta chuva ingrata que não vai parar Prá aliviar a minha dor...” Ritmo Da Chuva, Demétrius. / “Te amo É primavera Te amo Meu amor Trago esta rosa Para te dar Meu amor Hoje o céu está tão lindo Sai chuva” – Primavera, Tim Maia. “Quando a chuva passar Quando o tempo abrir Abra a janela E veja: Eu sou o Sol Eu sou céu e mar Eu sou seu e fim E o meu amor é imensidão...” - Quando A Chuva Passar, Ivete Sangalo. / “A tarde está chorando por você Ela sabe que o amor partiu pra sempre Seus passos vão sumindo pela estrada E esta chuva faz a tarde tão molhada” – Porque Chora A Tarde, Antônio Marcos.

 “Quando o sol bater Na janela do teu quarto Lembra e vê Que o caminho é um só Por que esperar se podemos começar tudo de novo Agora mesmo A humanidade é desumana Mas ainda temos chance O sol nasce pra todos Só não sabe quem não quer.” – Quando O Sol Bater na Janela Do Teu Quarto, Legião Urbana.



Centro de Charqueadas, RS - foto jornal Portal de Notícias.

Texto publicado nas versões impressa e virtual do Jornal Portal de Notícias, seção de Opiniãohttp://www.portaldenoticias.com.br
João Adolfo Guerreiro
Enviado por João Adolfo Guerreiro em 15/10/2015
Alterado em 15/10/2015


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras