Áudios

730 dias de Recanto (vinheta)
Data: 25/04/2008
Créditos:
"Tudo bem simples"
Autor - Ricardo Feghali
Vozes e Flautas - Alberto André Pereira
CD Bem Simples
Alberto André & João Guerreiro
Charqueadas - 2005
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (você deve citar a autoria de João Adolfo Guerreiro). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


730 dias de Recanto: interação e crescimento literário

IIª Carta Aberta aos colegas do Recanto das Letras


Tudo bem simples, tudo natural” - Ricardo Feghali.


Dois anos interagindo literária e virtualmente no Recanto das Letras.

Gozado, não me parece que foi ontem aquele 25 de abril de 2006. Ao contrário do que as pessoas dizem em situações assim, o tempo não passou rápido, pois, para mim, foi um tempo intenso, demorado. Outras experiências em minha vida social atual, concomitantes, pareceram, essas sim, passar rápido. O Recanto não.

Recordo do Dainor Lindner falando-me sobre o site durante o I Sarau Literário de Charqueadas, em outubro de 2005, parece que foi há muito tempo atrás. Estranho isso.


No primeiro ano aqui fui descobrindo o que era o site e, junto, a interação pela Internet, coisa que não fazia. Apenas navegava vendo e buscando coisas pela rede.

Passei do “preto e branco liso” da assinatura gratuita para o “colorido de formas e imagens” da assinatura premium” em 20 de dezembro de 2006. Ironia: o primeiro texto colorido desse gremista foi sobre o Inter, publicado naquele mesmo dia.

Esse processo foi muito influenciado por aqueles poetrix coloridos com imagens instigantes que leio bastante por aqui. Aliás, fui conhecer o poetrix e ler haikais em quantidade no RL. Também comecei a ler bastante poesia, eu que era um cronista inveterado, escritor de textos leves de humor e de artigos, que publico bastante na imprensa daqui da minha região. Comecei a publicar algumas poesias, então.


No segundo ano comecei a fazer poesia em quantidade, bastante influenciado pelo trabalho dos colegas do Recanto e de Mário Quintana e Fernando Pessoa. Fiquei viciado na leitura de poetrix, mas consegui escrever muito poucos que me agradassem a ponto de publicá-los. O resultado disso tudo é que tive duas poesias minhas selecionadas para a IIIª Mostra Literária de Charqueadas, a ser publicada ainda nesse primeiro semestre de 2008 pela Prefeitura de Charqueadas. Sem a experiência do Recanto, isso nunca teria acontecido, pois não me via escrevendo em verso antes daqui.

Outra coisa gratificante no segundo ano de RL foi eu começar a publicar minhas canções e instrumentais nos áudios, tendo por base dois CD’s: Registro Acústico, de 2003, uma espécie de CD Demo onde registrei despretenciosamente algumas de minhas composições ao longo dos anos; Bem Simples, no qual que tive a honra de participar como instrumentista acompanhando Alberto André, cantor, compositor e músico de Charqueadas.

Em 10 de outubro do ano passado, antes do início do III Sarau Literário de Charqueadas, dei outro passo adiante no RL, ao optar pela assinatura Site do Escritor. E esse é um processo que ainda está andando e sinto que não explorei totalmente o seu potencial.

Principalmente por agora escrever muita coisa no “Meu Diário”, que uso bastante, e publicar muitas “Fotos” pessoais e de coisas daqui de Charqueadas para vocês. Aliás, diminuí bastante as crônicas no RL devido ao “Meu Diário”, que dá vazão muitas idéias que poderiam virar crônicas ou artigos, e devido também ao que já escrevo para publicar na imprensa da minha região.


Nesses 365 dias que virão vamos ver o que acontece. Todo um ciclo de crescimento literário completou-se: incorporei a poesia a minha escrita; estão praticamente no fim as canções dos CD’s acima referidos.

Vou continuar a escrever o que venho escrevendo, mas sinto que voltarei a publicar crônicas e artigos com mais frequência no RL. Digo “sinto”, pois escrevo a partir do meu estado de espírito e uso o formato que melhor se encaixa nesse. Esse é um processo interno que faço questão de não dominar e, portanto, não sei se realmente ocorrerá e, ocorrendo, onde dará.

Nas canções, avançarei na publicações de composições recentes em que tenho trabalhado, tais quais Olga, Fusquinha Rosa Choque e Led Zeppelin.

Pretendo também resgatar algumas canções do meu trabalho com o Alberto André ao vivo, versões das músicas de Bem Simples como as tocamos nos shows e que, incrivelmente, esquecemos de gravar. Esse vai ser um trabalho que pode demorar um pouco, visto que ele anda ocupado trabalhando na noite, dando aulas de violão e amimando festas, eventos e casamentos.

Igualmente tenho intenção de publicar algumas versões em português que faço para músicas internacionais que gosto e que foram especiais na minha vida.

Na parte instrumental tenho tido muitas idéias e creio que um pouco delas vão aparecer por aqui, embora meio como rascunhos e exercícios.

(A minha prioridade no RL é a literatura, então a parte musical será viabilizada na medida do possível.)

E, o principal, vou continuar conhecendo as pessoas que estão no Recanto das Letras, publicando textos e áudios,  interagindo literariamente. Esse é o principal barato de estar aqui: conhecer muitas pessoas interessantes no mundo virtual e apreciar o seu trabalho literário, que muito me acrescenta pessoalmente.

Deixei para falar isso no final dessa Carta Aberta justamente porisso, por ser a parte mais importante e que perpassa todos os dois primeiros anos intensamente.

Não vou citar nomes. Não precisa, eles estão espalhados nos comentários recebidos ao longo desses 174 textos que publiquei aqui nesses 730 dias que passaram e estarão nos próximos 365. E meu nome também está espalhado nos meus comentários enviados no mesmo período e continuarão a se espalhar no presente e no futuro.

Gosto de estar aqui com vocês, colegas de Recanto das Letras. Valeu. Um abraço para todos vocês e para os coordenadores do site que viabilizam tudo isso com o seu trabalho.


----- * -----

PS 1 - Ah gente, tô no orkut pra descobrir o que é aquilo lá. Coloquem “João Guerreiro Charqueadas” na busca que me encontram.

PS 2 - Ah, também dei uma mudada no visual do site do escritor e troquei a foto principal do Recanto, colocando uma coletiva, que ilustra essa carta (sou o de touca, dá pra reconhecer?), feita na eleição do Conselho de Cultura daqui de Charqueadas no inverno de 2007.


----- * -----


Textos Relacionados:

Meu maior "sucesso" em 730 dias de Recanto, eh eh eh eh
Estatísticas do Recanto

www.souzaguerreiro.com/blog.php

Meu Brasil Brasileiro
www.recantodasletras.com.br/homenagens/591807

365 dias de Recanto

www.recantodasletras.com.br/cartas/462920

Enviado por João Adolfo Guerreiro em 25/04/2008

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (você deve citar a autoria de João Adolfo Guerreiro). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.



Comentários