Textos


Parágrafos

Perto do final do ano, repasso algumas leituras marcantes em minha vida, coisa que todos que gostam de livro e de ler sabem como é. Repassei especificamente duas: Guimarães Rosa e Clarice Lispector que, respectivamente, em 2017, completaram 50 e 40 anos de ausência.

Nesses livros que nos marcam, determinados parágrafos se entranham em nossa memória para nunca mais sair, volta e meia retornando à consciência em virtude do grande ou pequeno ensinamento que trazem para nossa vida.

De Guimarães Rosa, guardo esse, uma fala da personagem Riobaldo Tatarana em Grande Sertão: Veredas: “Maiores vezes, ainda fico pensando. Em certo momento, se o caminho demudasse – se o que aconteceu não tivesse acontecido? Como havia de ter sido a ser? Memórias que não me dão fundamento. O passado – é ossos em redor de ninho de coruja...” (pag. 538, 19ª ed, Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2001). Conseguem imaginar metáfora mais apropriada a representar o passado que não foi e que não volta?

Ao ler A Hora da Estrela, de Clarice Lispector, já na segunda página deparei-me com: “Também sei das coisas por estar vivendo. Quem vive sabe, mesmo sem saber que sabe. Assim é que os senhores sabem mais do imaginam e estão fingindo de sonsos” (pag. 48, 1ª ed. – Rio de Janeiro: Rocco: 2017). “Quem vive sabe”, forte e profundo isso, não é mesmo? E você, está se fingindo de sonso também, aí no seu canto?

######

BICICLETAS – Muito pertinente o projeto do vereador Douglas Tramontini (PMDB) sobre o uso de bicicletas nas tarefas da Gincana de Charqueadas. Debate necessário.

GREVE MAGISTÉRIO – Conforme avaliação da própria Seduc, a greve dos professores estaduais atingiu 328 escolas no estado, de forma integral ou parcial. Foi um movimento paredista de 94 dias onde a categoria renasceu, após décadas adormecida, período em que decaiu muito em termos salariais e de direitos. No atual governo, sem reajustes, com salários parcelados e constante incerteza quanto ao seu 13º salário, chegaram ao limite, com a zombaria da “Tumelero” ainda engasgada. Acossados, reagiram. A greve foi além da vontade do próprio Cpers, o que revelou um engajamento classista acima de interesses políticos. Quem acompanhou a paralisação e as pessoas que a ela aderiram constatou isso claramente. A Educação necessita de profissionais comprometidos, dispostos a lutar por ela.

GRÊMIO X REAL MADRID – Amanhã será um grande dia não só para os gremistas, mas também para todos os gaúchos e brasileiros que gostam de futebol. Se vencer o Real Madrid de Cristiano Ronaldo e Zidane, o time de Renato Portaluppi será protagonista de um feito que será lembrado pelas décadas vindouras (assim como a conquista do Gauchão pelo Novo Hamburgo esse ano), enaltecendo o futebol gaúcho e brasileiro. Colocará Porto Alegre e o Rio Grande do Sul na mira do mundo, dada a relevância e popularidade do esporte bretão na atualidade. Creio que junto com as edições do Fórum Social Mundial, os feitos internacionais de Grêmio e Inter são a maior divulgação de nosso estado e de nossa capital em âmbito planetário. Então, torçamos para o Grêmio acabar com o planeta amanhã! O Grêmio é azul e nasceu de uma bola; a terra é azul e é uma bola. Logo, tudo a ver!


Crônica publicada no jornal Portal de Notícias, versões online e impressa, em 15.12.2017http://www.portaldenoticias.com.br

 
João Adolfo Guerreiro
Enviado por João Adolfo Guerreiro em 16/12/2017
Alterado em 16/12/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (você deve citar a autoria de João Adolfo Guerreiro). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


Imagem de cabeçalho: inoc/flickr