João Adolfo Guerreiro
Descobrindo a verdade/ sem medo de viver/ A liberdade de escolha/ é a fé que faz crescer.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Meu Diário
24/05/2017 20h57
EM PORTO ALEGRE, APOIANDO OS QUE FORAM A BRASÍLIA

Participando de ato contra as reformas trabalhista e previdenciária, em Porto Alegre, na Esquina Democrática, conectados com os que foram a Brasília participar do Ocupa Brasília. Dia 24 de maio de 2017, mais um dia de luta pelos direitos dos assalariados públicos e privados, dia de estar junto com pessoas como Odair, Margarete, Luci, Adriana (foto acima), Rosângela, Bruno, Antônio, Edgar e Sílvia.


Publicado por João Adolfo Guerreiro em 24/05/2017 às 20h57
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (você deve citar a autoria de João Adolfo Guerreiro). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
24/05/2017 20h56
68 anos

Farias hoje. Um dia de luta em todo o Brasil, amigo. Luta da classe trabalhadora. Bem ao estilo de teu legado.


Publicado por João Adolfo Guerreiro em 24/05/2017 às 20h56
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (você deve citar a autoria de João Adolfo Guerreiro). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
13/05/2017 12h18
APARIÇÕES DE FÁTIMA, 100 ANOS

Este 13 de maio marca o centenário das aparições marianas em Portugal, para três crianças. Pela importância do fato para o Ocidente, dada a predominância do catolicismo, achei pouca a repercussão nos jornais gaúchos hoje. Nenhum deles trouxe matéria abordando a história.

Mais informações em: https://fatima.arautos.org/as-seis-aparicoes-de-fatima/


Publicado por João Adolfo Guerreiro em 13/05/2017 às 12h18
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (você deve citar a autoria de João Adolfo Guerreiro). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
08/05/2017 05h02
NOVO HAMBURGO, Campeão Gaúcho 2017

Foi ontem, hoje já é história. Um grande feito de um time do interior do RS. Novo Hamburgo 1x1 Inter. 3x1 nos pênaltis. Anilado confirmou melhor campanha jogando em Caxias do Sul,no estádio Centenario. Não perdeu para a dupla grenal em 6 jogos no torneio (trêm empates com o Grêmio e uma vitória e dois empates contra o Inter). Título inconteste, não por acaso, por competência.


Publicado por João Adolfo Guerreiro em 08/05/2017 às 05h02
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (você deve citar a autoria de João Adolfo Guerreiro). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
06/05/2017 12h38
Seriados americanos

Tenho relaxado assistindo Bones, ultimamente. O bom desses seriados é que você pode comprar ou alugar os DVD's da série ou mesmo olhar na Netflix. Outra coisa: ao contrário das novelas, onde você tem de assistir os capítulos para encadear a história, nos seriados gringos cada episódio é uma trama específica, uma história com início, meio e fim. E eu adoro isso e, por tal, não gosto de novelas.

Na ordem, já assisti, integralmente, Criminal Minds, Supernatural, Once Upon A Time e Vikings. E todas são séries meio violentas, mas eu relaxo assistindo-as, devido a uma dose de humor nelas contido, acho. Com excessão de Once, que é leve e meio ao estilo novela, mas como peguei todas as temporadas de uma vez, fui adiante. Ah, Vikings também é meio estilo novela.

Comecei com Criminal e Supernatural ao vê-las na TV. Há anos não assitia a nada na TV (fora o Top Top da MTV), mas como tenho deitado mais cedo já a alguns anos, acordo na madruga e, ao passar pelos canais, paro para ver se algo me agrada, Criminal e Supernatural interessaram-me. Acho que Bones também foi o caso. Não gostava dos CSI, muita tecnologia, Bones me pareceu mais cientificamente palatável. Pura subjetividade minha, confesso. Bones é antropóloga, é da minha formação, por isso o interesse. Criminal também, tem muito de ciências humanas nas investigações, na elaboração e uso dos perfis dos criminosos seriais.

Um outro lance é que esses seriados se passam numa realidade que não é a da gente, assim interagimos pouco com elas e acabamos relaxados. Claro que percebo os componentes ideológicos presentes em cada seriado, entretanto tais são exteriores à realidade histórico-social em que vivo. Daí fica instrutivo e divertido, não provoca posicionamentos ante a obra.

Outras séries famosas, além dessas, não me interessaram a ponto de assitir.


Publicado por João Adolfo Guerreiro em 06/05/2017 às 12h38
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (você deve citar a autoria de João Adolfo Guerreiro). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.



Página 7 de 103 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]